Servidores da segurança realizam ato contra reforma administrativa em frente ao Palácio da Polícia

Diversos servidores públicos da área da segurança enfrentaram chuva, frio e vento para realizar um ato em frente ao Palácio da Polícia, em Porto Alegre, nesta quarta-feira (18/08) pela manhã. A mobilização teve o objetivo de protestar e conscientizar os cidadãos em relação aos malefícios da reforma administrativa proposta pelo Governo Federal – PEC 32. Durante a atividade, que teve a participação da Amapergs Sindicato, do Sindicato dos Escrivães Inspetores e Investigadores da Polícia Civil (Ugeirm Sindicato), Sindicato dos Servidores da Polícia Civil (Simpol) e do Sindicato dos Servidores do Instituto de Perícia (Sindipericia RS).

“Essa PEC é monstruosa, injusta. Essa reforma que está sendo construída pelo Governo Federal, em suma, quer acabar com o serviço público. Nesta quarta (18/08), os servidores públicos se mobilizaram em todo o país para alertar quanto a PEC 32. A reforma vai atingir todos os servidores públicos. Não se enganem aqueles que pensam diferente. Se o texto original for aprovado, os aposentados perderão a paridade, servidores da ativa perderão as promoções por antiguidade e os futuros colegas terão que enfrentar processos seletivos direcionados e contaminados. É fundamental nesse momento a mobilização de todos. Só assim conseguiremos impedir a aprovação dessa péssima proposta.

A PEC 32 – reforma administrativa – tem o objetivo de alterar regras para futuros servidores públicos os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário da União, estados e municípios. A reforma administrativa ainda precisa ser analisada e aprovada pela Câmara e pelo Senado para virar lei. Por se tratar de uma proposta de emenda à Constituição (PEC), precisa ser aprovada por três quintos dos parlamentares de cada Casa. Pela proposta do governo, a estabilidade passa a ser garantida apenas para servidores das chamadas carreiras típicas de Estado, que só existem na administração pública.

 

 3,011 Total de Visualizações,  1 Visualizações Hoje

Compartilhe essa notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *