Presidente da Amapergs critica PM Temporário em cadeias e reivindica promoções também para servidores penitenciários

Em entrevista para a Rádio ABC FM 103,3, do Grupo Sinos, o presidente da Amapergs Sindicato, Saulo Felipe Basso dos Santos, detalhou a contrariedade da categoria em relação à proposta do Governo do Estado que pretende contratar policiais militares temporários para atuar no monitoramento e guarda de casas prisionais do Rio Grande do Sul. Os PMs temporários também serão responsáveis, segundo a proposta, por realizar a segurança de prédios públicos do Poder Executivo.

Ao jornalista Cláudio Brito, nesta segunda-feira (23/11), o presidente da entidade contrapôs a fala do Secretário Estadual de Administração Penitenciária, Cesár Faccioli, feita para a mesma emissora, na sexta-feira (20/11).

O presidente da entidade também destacou a questão das promoções. Para o dirigente, é inaceitável que o Governo do Estado encaminhe as promoções dos Policiais Civil e Brigada Militar e deixe os servidores penitenciários excluídos.

“Estamos há alguns meses tentando resolver as coisas de forma amistosa. Mas agora chega. Tudo tem um limite. A categoria está bastante revoltada, nossas demandas não avançam ou avançam muito pouco e de forma muito lenta”, destacou o presidente da Amapergs Sindicato.

Ouça a íntegra da entrevista.

 

 1,214 Total de Visualizações,  1 Visualizações Hoje

Compartilhe essa notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *